Voltar

Cerimónia de entrega de prémios Mostra de Autores Desconhecidos - Dia 4, 14 horas, TNSC

Conforme veiculado, é já nesta 5ª feira - dia 4 de fevereiro de 2016, pelas 14 horas, no Salão Nobre do Teatro Nacional de São Carlos, que ocorre a cerimónia de entrega de prémios da II Edição da “Mostra de Autores Desconhecidos” - iniciativa de responsabilidade social da Inspeção-geral das Atividades Culturais (IGAC) – este ano promovida em conjunto com a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), cujo programa se detalha:

PROGRAMA:
Receção de participantes
14h30 – 14h35
Abertura / Boas vindas
(Presidente do TNSC)
14h35 – 14h50
Apresentação da iniciativa
“Mostra de Autores Desconhecidos”
(Inspetor-geral da IGAC; Diretor-geral da DGRSP)
14h50 – 15h20
“Mandela – O Rebelde Exemplar”
(Jornalista biógrafo, António Mateus)
15h20 – 15h35
Categoria 1 (Literatura)
Entrega de prémio
15h35 – 15h40
Apresentação da obra e autor premiados
15h40 – 15h50
Categoria 2 (Artes Visuais)
Entrega de prémio
15h50 – 15h55
Apresentação da obra e autor premiados
15h55 – 16h05

Categoria 3 (Banda Desenhada)
Entrega de prémios
16h05 – 16h10
Apresentação da obra e autor premiados
16h10 – 16h20
Categoria 4 (Música)
Entrega de prémios
16h20 – 16h25
Apresentação da obra
e do(s) autor(es) premiados
16h25 – 16h35
Categoria 5 (Teatro)
Entrega de prémios
16h35 – 16h40
Apresentação da obra
e do(s) autor(es) premiados
16h40 – 16h50
Entrega de prémios aos Estabelecimentos
Prisionais (Associação DNS.pt)
16h50 – 17h00
Encerramento
17h00 – 18h00
Comerete


A cerimónia contará com a presença de todos os parceiros que contribuíram para tornar possível esta edição. Para além do habitual apoio do parceiro premium – a Associação DNS.pt, entidade que se associou a este projeto desde o primeiro minuto - a dinamização do projeto contou com a colaboração do Centro de Informação Europeia Jacques Delors, da Direção-geral do Livro, dos Arquivos e Bibliotecas, do Instituto Camões, do Teatro Nacional de São Carlos, do Teatro Nacional D. Maria II, do Instituto Português do Desporto e Juventude, do Museu Nacional do Desporto, da Associação Portuguesa de Defesa de Obras Audiovisuais, dos Cinemas NOS, das Edições Tinta-da-china, do Grupo Leya, do Clube do Autor, do pt.ISP, da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, do Grupo Jerónimo Martins, da Delta Cafés, da Laranja Mecânica, do Regimento de Sapadores de Bombeiros da CML e da Rádio Renascença.

O anúncio dos premiados e a entrega de prémios será feita pelo júri nacional, presidido pelo Inspetor-geral das Atividades Culturais e pelo Diretor-geral de Reinserção e Serviços Prisionais e composto pelas seguintes personalidades:   

Na categoria 1 (Literatura):
Poesia: José Tolentino de Mendonça
Conto: Tiago Rebelo e João Felgar
Artigo de opinião: António Mateus e Maria Carlos Loureiro
Na categoria 2 (Artes Visuais): Sara Chang Yan, Teresa Vilaça e Sofia Simões
Na categoria 3 (Banda Desenhada): Nelson Dona e Filomena António
Na categoria 4 (Música): Marisa Liz, Luís Represas e Mão Morta
Na categoria 5 (Teatro): Mónica Calle

Esta iniciativa, de âmbito nacional, dirigiu-se ao universo de reclusos e reclusas de todos os estabelecimentos prisionais do país e contou com uma ampla participação. Foram realizadas 16 sessões informativas que abrangeram 14 estabelecimentos prisionais e 489 reclusos. Participaram no concurso 32 estabelecimentos prisionais e 197 reclusos com um total de 202 trabalhos, inscritos nas 5 categorias a concurso (Literatura, Artes Visuais, Banda Desenhada, Música e Teatro). Para a seleção final, feita pelo júri local, ficaram inscritos 152 participantes, abrangendo 29 estabelecimentos prisionais (EP).


A II edição da “Mostra de Autores Desconhecidos” foi subordinada ao tema “Desenvolvimento: faz a diferença e liberta uma ideia” inspirado na famosa frase de Mahatma Gandhi: “Seja a mudança que gostaria de ver no mundo” conjugada com a circunstância de 2015 ser o “Ano Europeu para o Desenvolvimento: o nosso mundo, a nossa dignidade, o nosso futuro” e o “Ano Internacional da Luz”.

Recorda-se que esta iniciativa de responsabilidade social enquadra-se no “V Plano Nacional para a Igualdade de Género, Cidadania e Não-discriminação 2014-2017” (que visa a inclusão social de homens e mulheres, oriundos de ambientes económica ou socialmente vulneráveis, através da criação artística).

Esta II edição (2015/16) converge com os objetivos culturais estratégicos definidos no “Plano Nacional de Reabilitação e Reinserção 2013-15”, coordenado pela DGRSP. Face à relevância fulcral da Cultura na vida de todas as comunidades, a IGAC e a DGRSP uniram esforços para interpelar o talento artístico da população prisional.

Para além da atribuição de prémios, a cerimónia contará com o testemunho de António Mateus sobre Nelson Mandela, personalidade que acompanhou desde o momento da sua libertação até à sua retirada da vida pública.

À semelhança da edição anterior, as obras vencedoras serão expostas no website do concurso: http://autoresdesconhecidos.pt/.